Cetoconazol Funciona [O que é, Para que Serve e Como Usar]

A queda de cabelo é um problema que assombra uma grande quantidade de homens no mundo inteiro. O que muitos não sabem é que existe um poderoso agente anti-queda que, comumente, fica disfarçado de xampu anti-caspa, que é o cetoconazol.

Obviamente esse é um componente já conhecido e não uma novidade revolucionária do mercado ou na ciência, visto que já circula desde os anos 80 nas prateleiras de farmácias e supermercados.

O fato é que a todo momento novas descobertas são feitas a respeito de produtos e substâncias que apresentam efeitos ótimos para solucionar algum problema que possamos apresentar.

Sendo assim, nada melhor do que conhecer tudo cuidadosamente, afinal, pode ser a solução do seu problema, não é mesmo?!

Então, se você está mesmo interessado e quer saber um pouco mais sobre o cetoconazol e como ele pode ajudar na queda de cabelo, continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber sobre esse assunto logo a seguir.

Para que serve o cetoconazol?

Capifix

Para quem ainda não conhece, o cetoconazol é uma substância com ação anti-inflamatória e também antifúngica.

Ele é comumente utilizado em medicamentos para combater caspa, micoses e também a dermatite seborreica, principalmente nas apresentações em creme, xampus e loções, ou seja, de uso tópico.

Já a versão de uso oral, que atua à nível sistêmico, só pode ser usada sob recomendação médica e é mais indicada para o caso de infecções graves ou quando outros tratamentos não apresentaram efeitos ou não são possíveis. Isso sem falar que, nesses casos, é essencial que haja uma avaliação rigorosa do médico a respeito do estado de saúde do paciente.

Isso acontece porque, uma vez que essa substância vai para a corrente sanguínea, ela pode ser bastante agressiva para as glândulas suprarrenais e também para o fígado.

Já existem vários países da Europa que estão suspendendo o uso do cetoconazol na sua versão oral por causa dos seus efeitos colaterais.

No entanto, isso não inclui os medicamentos de uso tópico, que são aplicados apenas externamente não sendo ingeridos. Isso porque, nesses casos, o cetoconazol não é absorvido pelo organismo em níveis que sejam significativos, ou seja, é seguro.

Qual a eficiência dele no tratamento da queda de cabelo?

Estudos realizados por cientistas, e mais uma grande quantidade de usuários, já comprovaram a eficiência e eficácia do cetoconazol no tratamento da queda de cabelo.

Dessa forma, ele atua desacelerando a progressão da queda de cabelos e também aumenta a densidade dos fios, ajudando no combate a esse problema.

No entanto, o fato é que a ciência ainda não sabe exatamente o motivo pelo qual a substância provoca esses efeito.

Uma das principais hipóteses é que, além de ação antifúngica, o cetoconazol ainda consiga diminuir a ação de alguns hormônios do organismo, como a testosterona e suas variantes, como a di-hidrotestosterona (DHT), que estão diretamente associadas com a alopecia androgênica.

Mesmo assim, é importante ressaltar que ainda não existe uma comprovação científica a respeito desses benefícios. Nem mesmo que sua ação tópica no couro cabeludo possa combater os efeitos que a DHT causa nos folículos capilares.

Uma outra hipótese é que o cetoconazol atue diminuindo a oleosidade do couro cabeludo. Como o DHT é sintetizado em diversas partes do corpo, inclusive nas glândulas sebáceas que agem lubrificando os cabelos, ele pode ajudar nesse sentido.

Dessa forma, não havendo excesso de oleosidade, também se diminui o excesso da substância que acabaria entrando no folículo piloso e afetando-o.

O fato é que, independentemente de qual seja o verdadeiro mecanismo de ação do cetoconazol, os xampus que têm essa substância vêm apresentando bons resultados e ganhando um número crescente de adeptos.

Como usar o cetoconazol em xampu?

Capifix

Para quem ainda não conhece, o cetoconazol é uma substância com ação anti-inflamatória e também antifúngica.

Ele é comumente utilizado em medicamentos para combater caspa, micoses e também a dermatite seborreica, principalmente nas apresentações em creme, xampus e loções, ou seja, de uso tópico.

Já a versão de uso oral, que atua à nível sistêmico, só pode ser usada sob recomendação médica e é mais indicada para o caso de infecções graves ou quando outros tratamentos não apresentaram efeitos ou não são possíveis. Isso sem falar que, nesses casos, é essencial que haja uma avaliação rigorosa do médico a respeito do estado de saúde do paciente.

Isso acontece porque, uma vez que essa substância vai para a corrente sanguínea, ela pode ser bastante agressiva para as glândulas suprarrenais e também para o fígado.

Já existem vários países da Europa que estão suspendendo o uso do cetoconazol na sua versão oral por causa dos seus efeitos colaterais.

No entanto, isso não inclui os medicamentos de uso tópico, que são aplicados apenas externamente não sendo ingeridos. Isso porque, nesses casos, o cetoconazol não é absorvido pelo organismo em níveis que sejam significativos, ou seja, é seguro.